Acordo inédito entre OSESP e Orquestra Gulbenkian de Portugal

 

Brasil e Portugal poderão usufruir de uma troca cultural de altíssimo nível nos próximos anos. Uma parceria inédita entre duas das maiores instituições culturais dos dois países, a Fundação Osesp (São Paulo) e a Fundação Calouste Gulbenkian (Lisboa), promoverá obras musicais encomendadas a compositores brasileiros e portugueses, alternadamente, a partir de 2015. A iniciativa conta com apoio do Consulado Geral de Portugal em São Paulo.

As obras de autores brasileiros serão tocadas primeiramente em São Paulo pela Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (Osesp) e repetidas na capital lusitana pela Orquestra Gulbenkian. Da mesma forma que as obras de autores portugueses terão estreia em Lisboa e serão tocadas a seguir na capital paulista.

O projeto será inaugurado pelo compositor brasileiro Aylton Escobar que vai compor uma obra para Coro e Orquestra e terá sua estreia durante concerto na Sala São Paulo, de 30 de abril a 02 de maio de 2015, com a Osesp regida por Osmo Vänskä. A mesma peça será ouvida dias 29 e 30 de outubro do mesmo ano, pelo Coro e Orquestra Gulbenkian, dirigidos por Alondra de la Parra.

Em 2016, será a vez do compositor português Luís Tinoco que terá sua obra sinfônica estreada em Lisboa, com a Orquestra Gulbenkian e, posteriormente, interpretada pela Osesp, em São Paulo.

Informações para a Imprensa:

CV&A Consultores em Comunicação
(11) 3818-0871
David Seromenho – ds@cunhavaz.com
Camila Vech – cv@cunhavaz.com