Maria Medeiros se apresenta em São Paulo

É uma atriz, cineasta e cantora portuguesa. Considerada a melhor atriz portuguesa de cinema da sua geração, foi nomeada Artista da UNESCO para a Paz. Passou a infância na Áustria, regressando a Portugal após o 25 de Abril de 74. Depois da juventude em Lisboa, onde estudou no Lyceé Français Charles Lepierre, instalou-se em Paris.

Licenciou-se em Filosofia pela Universidade de Sorbonne – Paris IV, frequentando a École Nationale Superieure des Arts et Techniques du Théatre e o Conservatoire National d’Art de Paris, onde se formou como atriz.

Iniciou a sua filmografia com o longa-metragem Silvestre (filme) de João CésarMonteiro (1982), tendo consolidado a sua atividade com Henry e June (1990), de Philip Kaufman e Pulp Fiction, de Quentin Tarantino (1994).

Destaca-se ainda as suas interpretações Três Irmãos, de Teresa Villaverd (1994), que lhe valeu os Prêmios de melhor atriz no Festival de Veneza e Festival de Cancun; Adão e Eva, de Joaquim Leitão (1995) que lhe deu um Globo de Ouro na categoria de melhor atriz e O Xangô de Baker Street, de Miguel Faria Jr.

Como cantora já se apresentou em diversos países e lançou 3 discos, sendo que o terceiro, Pássaros Eternos, foi lançado também pela Editora Arlecrim no Brasil. Maria de Medeiros apresentará o show com o repertório de seu novo CD: Pássaros Eternos

Neste novo trabalho, Maria compôs e escreveu pela primeira vez a quase totalidade das canções.

“Nada a meus olhos é menos eterno que um passarinho, acrobata milagroso dos ares, pequeno ser vulnerável e trêmulo quando apanhado por mãos humanas. Gostei de associar palavras tão opostas. E no entanto, existem pássaros eternos. Como o Espírito Santo ou a Pomba da Paz. Coisas de sonhadores e idealistas, como quem se abalança a escrever canções, a gravar discos em épocas tão tormentosas e pouco propícias aos que gostam de soprar nuvens. Aos contemplativos dedico estes momentos musicais, muito diversos entre si, breves olhares à nossa quotidiana e misteriosa realidade.”

Maria de Medeiros

Neste show, Maria é acompanhada ao piano por Iuri Salvagnini, na bateria por Marcelo Filizola, ao baixo por Nadinho Feliciano, no violão e guitarra por Jefferson Feliciano e na percussão por seu colaborador de sempre, Edmundo Carneiro.

Os Temas

1 Quem é você?

Letra e música de Maria de Medeiros

É uma canção sobre nossa relação com internet e as redes sociais. Temos muitos amigos e não sabemos quem são.

2 The Cougar Song

Letra e música de Maria de Medeiros

Trata-se do canto de amor de uma “Cougar”, uma mulher madura, a um homem jovem. Uma resposta-homenagem no feminino à “Garota de Ipanema”.

3 Aos nossos filhos

Letra Vítor Martins – Música Ivan Lins

Maria de Medeiros apresentará na Mostra de São Paulo seu novo filme “Repare Bem” em torno do trabalho de anistia e reparação levado a cabo pelo Brasil nos últimos anos. Esta canção histórica de Ivan Lins e Vítor Martins está no disco como um eco a esse trabalho, mas sobretudo como uma homenagem a todos os que lutaram pela liberdade.

4 24 Mila Baci

Letra e música: Adriano Celentano – Vivarelli – Fulci

A versão desta canção italiana também “histórica” de Adriano Celentano é fruto da colaboração de Maria com o bluesman português The Legendary Tigerman, com quem havia já feito uma versão muito bem recebida de “These boots are made for walking” de Nancy Sinatra.

5 Trapichana

Letra e música de Maria de Medeiros

Maria cresceu ouvindo MPB, mas só recentemente “caiu no samba”. Este é um samba lúdico construído à volta de uma personagem imaginária: um Andaluz vivendo no Rio de Janeiro, dividido entre o Flamenco e a Bossa Nova.

6 Diz Que É Fado

Letra e música de Maria de Medeiros

E como não fazer um fado? Embora este seja um fado um pouco “sui generis”, mesclado de jazz e blues e todas as influências diversas que vão formando uma identidade.

7 Shadow Girl

Letra: The Legendary Tigerman – Maria de Medeiros – Música: The Legendary Tigerman

Mais uma canção dedicada ao cinema. The Legendary Tigerman e Maria criaram este tema para um espetáculo que apresentaram juntos em Paris sobre o filme “Down by Law” de Jim Jarmush.

8 Por Delicadeza

Letra de Sophia de Mello Breyner Andresen – Música de Maria de Medeiros

Uma melodia que nasceu da música das palavras da grande poetisa portuguesa Sophia de Mello Breyner Andresen, a quem Maria admira profundamente desde a infância. Uma homenagem a Sophia, que por sua vez faz neste poema uma homenagem a Rimbaud.

9 Noite

Letra e música de Maria de Medeiros

Este blues conta a história de uma garota dos subúrbios perdida na noite de Madrid. Mas também poderia ser a noite da Rua Augusta em São Paulo.

10 Nasce o dia na cidade

Letra de Maria de Medeiros -Música de Raimundo

Amador Depois da noite, a manhã. A cidade desperta, apressada, sonolenta, quotidiana. Nasce outro dia da realidade europeia afetada pela crise econômica, enquanto uma menina contemplativa sopra nuvens no vidro de sua janela. Este tema nasceu do encontro musical de Maria com Raimundo Amador, mítico guitarrista cigano, inventor do flamenco rock em Espanha.

Agente / Manager:

ARTE RUMO Produções Artísticas

55 11 94970.2955

55 11 2579.3210

raquel@arterumo.com.br